Carregando...

Acadêmicos de Medicina do São Lucas participam da VI Expedição Humaitá-Rio Madeira “Operação Três Rios”

Início Notícia

Entre os dias 9 a 14 de dezembro do ano de 2019, acadêmicos de Medicina do São Lucas, do 12° período, participaram da IV Expedição Humaitá – Rio Madeira “Operação Três Rios”, partindo de Humaitá- AM, em direção a comunidades Carapanatuba, Carará, Creoolo, Tabuleta e Vila Torres. Experiência única em aprendizado sendo uma imersão no modo de vida das populações ribeirinhas e suas peculiaridades. Como inovação, foi testada com sucesso uma ficha clínica eletrônica preenchidas em tablets.

Um quantitativo expressivo de moradores tradicionais das margens do Rio Madeira, receberam atendimento médico e social das equipes a bordo da UBSF (Irmã Tonetta) na VI expedição realizada pela equipe multidisciplinar do ICB-5/USP e UNISL, com apoio do INCT EpiAmo, FIOCRUZ/RJ, Prefeitura Municipal de Humaitá, Cemetrom e do Centro de Pesquisa em Medicina Tropical – Cepem

A expedição, que se divide em 3 etapas (Rio Madeira, Juruá e Purus), tem como objetivos coletar informações científicas sobre a ocorrência de arboviroses, ISTs, doença de Chagas, helmintoses e material biológico para estudos de genética populacional. No total, foram realizadas 213 consultas e 1.278 exames laboratoriais.

Além do aspecto científico, 5 acadêmicos de medicina da UNISL do último ano do curso participaram da ação. Além de compartilhar com os acadêmicos aspectos das investigações científicas, a atividade teve o objetivo de capacitar os alunos no atendimento de populações típicas da Amazônia e um cenário com poucas opções de exames laboratoriais ou imagem.

Nessa expedição, os atendimentos chegaram a comunidades isoladas, que só conseguem receber atendimento em ocasiões esporádicas, frente à dificuldade de acesso naquela região. Foram realizados atendimentos em mais de cinco comunidades: Carapanatuba, Carará, Creoolo, Tabuleta e Vila Torres.

Durante a ação, casos que chamaram atenção, foram a elevada prevalência de exames sorológicos positivos para dengue, Zika e Chikungunya, o diagnóstico de casos de sífilis, hepatite B e de uma puérpera, que não realizou pré-natal e apresentou sorologia positiva para HIV e sífilis e estava amamentando. Os exames sorológicos para doença de Chagas estão em andamento no ICB5/USP. Todos os casos foram tratados, notificados e referenciados aos serviços de saúde especializados de Humaitá-AM.

Entre os dias 14 a 21 de fevereiro, deste ano, desenvolve-se a 2ª etapa da expedição abordando populações ribeirinhas do Alto Rio Juruá no município de Cruzeiro do Sul-AC e em maio/2020 cumpre-se a 3ª etapa estudando populações ribeirinhas do Rio Purus (Lábrea-AM).

Vamos Conversar?