Carregando...

Acadêmicos de engenharia tomam posse na diretoria do CREA JR em Porto Velho

Início Notícia

Na sexta-feira (03/08) os acadêmicos de engenharia Renan Duarte e Rogério Oliveira do Centro Universitário São Lucas, tomaram posse na mesa diretora do CREA-Jr em Porto Velho. O ato de posse da nova diretoria ocorreu durante sessão ordinária do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Rondônia (CREA).

Empossados, os membros da chapa denominada “Ordem e Inovação” prometem aproximar o acadêmico do conselho para que entendam como funciona e sua importância para o profissional.

“Essa posse pode parecer um pequeno passo para algumas pessoas, mas para nós significa um grande passo para a evolução da instituição e vamos buscar essa evolução diariamente”, garante o acadêmico do 3º período Rogério Oliveira.

O acadêmico do 4º período, Renan Duarte fala da expectativa de atuar junto a equipe nesse novo desafio. “Queremos vestir a camisa e dar nosso melhor, sabemos que tem muito trabalho pela frente, mas temos que levar para sala de aula ao conhecimento dos alunos o funcionamento do conselho para que possam estar mais próximos da instituição.

O presidente eleito Alisson Jonatas, acredita que a eleição abrirá muitas portas e trará visibilidade para todos os empossados. Ele explica que o CREA Jr estava estagnado e que a chapa “Ordem e Inovação” veio para fazer diferente no estado todo com a participação de todos PR meio da intercomunicação entre as pessoas.

“Além aproximar o acadêmico do conselho, temos também a proposta de realizar eventos de grande porte para formar lideranças, melhorar o nível técnico e profissional do recém-formado e para o ano que vem trazer o encontro estadual de engenharia na capital e depois fazer a rotatividade no interior”, ressalta o presidente.

Ele conta que nos próximos dias seguirá para Maceió para um encontro com a presidente nacional do CREA-Jr. “ Vamos trocar idéias para trazer inovações para nosso estado. Nossa chapa é Ordem e Inovação a parte da ordem já estamos concluindo com a documentação o segundo passo é trazer inovação para que nosso CREA Jr comece a trabalhar e cumprir seu papel junto a sociedade acadêmica”, conclui.

Vamos Conversar?