Centro Universitário São Lucas

PRE_TITLE_DEFAULT - TITLE_DEFAULT

NOTÍCIA

FALE CONOSCO: (69) 3211-8001

UniSL e Ministério Público promovem curso de ressocialização ambiental na capital

Publicada em 07/08/2018 por Assessoria de Imprensa

O Centro Universitário São Lucas em parceria com o Ministério Público de Rondônia promove o programa de ressocialização ambiental para atender infratores com crimes ambientais de menor potencial ofensivo.

 

O curso é uma medida como pena alternativa instituída pelo Ministério Público com objetivo de trabalhar a educação ambiental, tendo em vista que muitas pessoas que cometem infrações de baixo potencial afirmam não saber que a prática é crime, desse modo o curso vai de encontro a essa necessidade que é a informação.

 

A coordenadora de extensão do UniSL, professora Maricélia Cantanhede, explica que proposta e formar multiplicadores de educação ambiental para que as pessoas aprendam, conheçam a legislação, socializem suas experiências e multipliquem essas informações.

 

 “Para nós do Centro Universitário é uma proposta muito interessante porque trazemos o curso de ciências biológicas e também o núcleo de educação ambiental e proporcionamos esse treinamento para o público alvo com atuação na temática de percepção ambiental, poluição sonora, biodiversidade e crimes contra a fauna”, afirma a coordenadora.

 

Segundo Cleiton Barreto, coordenador do programa no Ministério Público, a ideia é trazer essas pessoas ao Ministério Público onde para receber instruções durante seis dias sobre diversos temas do meio ambiente, que vão desde poluição hídrica, sonora, atmosférica, uso alternativo do solo, descarte de embalagem de agrotóxico, e, principalmente a convivência com a comunidade e a conscientização de que o meio ambiente faz parte do nosso cotidiano.

 

“É uma proposta de substituição de penas alternativas praticadas por infratores ambientais, ou seja, aqueles que praticam crimes previsto na lei 9.605, que surgiu em 2009 por iniciativa do Ibama e o Ministério Público aderiu em parceria com diversas instituições. Em nove anos, foram atendidos uma médica de cinco mil alunos com curso realizados seis vezes ao ano”, declara Cleiton.

 

Cartilha

 

Para ajudar no entendimento dos participantes do curso e da sociedade, as instituições envolvidas no projeto se uniram na criação de uma cartilha que traz informações importantes sobre a percepção ambiental, biodiversidade, caça, pesca, aquecimento global e mudanças climáticas, poluição, reciclagem e apontamentos sobre legislação e consciência ambiental.

Copyright © 2018 | Faculdade São Lucas