Faculdade São Lucas

PRE_TITLE_DEFAULT - TITLE_DEFAULT

NOTÍCIA

FALE CONOSCO: (69) 3211-8001

Especial Dia do Contador: Entrevista com Jacira Lima da Graça

Publicada em 22/09/2016 por Juliana Mascarenhas

A contadora Jacira Lima da Graça concedeu entrevista ao Centro Universitário São Lucas destacando a importância do profissional de contabilidade para a gestão das empresas.

A contadora possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Católica de Santos (2001). É especialista em Análise e Auditoria Contábil pela Universidade Católica de Goiás (2012). Durante as últimas duas décadas desenvolveu diversas atividades ligadas a contabilidade, administração e finanças. Como destaque para a participação na implantação de sistema de gestão em indústria ramo frigorífico de aves e empresas agrícolas; implantação e revisões de processos de controles internos administrativos e contábeis em concessionárias de veículos; análise e auditoria de controles internos em cooperativas de crédito e de produção, indústrias, transportadoras e hotéis.

Atualmente é professor ensino superior do Centro Universitário São Lucas. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Ciências Contábeis, atuando principalmente nos seguintes temas: informação contábil, departamento de pessoal, execução financeira, recursos humanos e execução orçamentária, assessoria empresarial. E é a responsável atual pela estruturação da Controladoria do Centro Universitário São Lucas. (UNISL).

 

Confira a entrevista:

 

UNISL: Para a senhora o que significa ser uma Profissional da Contabilidade?

Contadora: É ser a pessoa que está sempre pronta a "servir" pessoas, físicas e jurídicas; sabedora que a informação é a base para a tomada de decisões. É aquela que trabalha diretamente com o administrador, com o empresário, com o empreendedor, contribuindo para que a prestação de contas possa fundamentar decisões.

 

UNISL: Como a senhora se tornou uma profissional contábil?

Contadora: Entendo que minha formação começou na infância, ajudando meu pai a organizar as contas do condomínio onde morávamos. Na época ele estava síndico. Eu também ajudava minha mãe nas estatísticas da Santa Casa onde ela trabalhava, no faturamento do hospital. Tudo era manual. Lá eu já me interessava pela organização, pela informação.

Meu pai é tributarista e contabilista, foi meu professor de Direito Tributário na faculdade. Muito aprendi com ele. Minha mãe sempre cuidou do orçamento doméstico; até os estoques (compras do mês) eram organizados pelo PEPS (primeiro que entra, primeiro que sai). Muito aprendi com ela.

Entretanto minhas primeiras experiências profissionais foram com Auditoria Contábil na cidade de Santos/SP, ainda estagiária. Aprendi muito nessa época na Ynel Alves de Camargo & Auditores Associados. Depois passei a estagiar na RM Auditoria e Consultoria Contábil. Esses foram os passos para a profissionalização.

 

UNISL: Por que escolheu essa profissão?

Contador: Aos meus 17 anos minha vontade era estudar música.

Por influência de meu pai, resolvi estudar contabilidade... e eu nem sabia ao certo o que era isso!! Quase desisti no primeiro ano. Contudo, meu irmão, que também estudava contábeis na época, me ajudou a entender a informação, para que servia um balanço patrimonial, uma demonstração de resultado. Ele já trabalhava com auditoria de sistemas, com auditoria contábil e me ajudou a entender a profissão e a responsabilidade do profissional contábil. Amo o que faço!

 Gosto de trabalhar a informação no seu nascedouro, momento em que filosofamos contabilidade... é muito gostoso e prazeroso pensar nas origens e aplicações de recursos. Penso que isso resulta em boa informação.

 

UNISL: Qual a importância da contabilidade para uma empresa?

Contabilidade: A Contabilidade é importante para as pessoas físicas e jurídicas, é sinônimo de prestação de contas. Ela é um vasto sistema de informações. Sem a informação contábil a empresa não tem fundamento para a tomada de decisão, não consegue entender o seu passado e estabelecer metas confiáveis e seguras para o futuro.

Especificamente para as empresas, a contabilidade deveria ser treinamento obrigatório; de forma que todos pudessem entender o mecanismo de origens e aplicações de recursos. Nenhum recurso pode ser aplicado sem que haja origem. Se necessitar captar recursos, os credores precisarão conhecer a empresa. Na relação de documentos lá estão balanço patrimonial e Demonstração de Resultado do Exercício, demonstrações financeiras que contam a história da empresa.

Não se pode pensar em Contabilidade para simplesmente atender ao fisco. Uma empresa séria, que objetiva sustentabilidade e crescimento, "usa e abusa" da informação contábil a seu favor. 

Olavo Setúbal já dizia: "Eu coloquei na minha cabeça que, para ser bem sucedido como empresário, eu deveria entender de Contabilidade".

 

UNISL: Como à senhora descreve sua experiência no setor contábil?

Contadora: Desafiadora! Tive a oportunidade de iniciar em auditoria, vendo o que na época era considerado como melhores práticas, o que era "certo", apresentando recomendações para melhorias, aprimoramento de controles internos. Quando resolvi assumir a responsabilidade pela escrituração contábil de uma indústria, fui inserida num contexto onde os controles internos não atendiam as necessidades da contabilidade, da boa informação. Nesse momento senti a solidão profissional. O que eu fiz? Busquei ainda mais o aprendizado fiscal, de pessoal, de contabilidade. Virou oportunidade! Não quero mais parar de aprender: reacendeu o meu desejo de ensinar. Iniciei a especialização, criei empresa de cursos e treinamentos. Passei a me apaixonar ainda mais por controles internos e pelo ensino. Experiência de Sucesso! No exercício da minha profissão acredito contribuir por um mundo melhor!

 

UNISL: Qual dica a senhora daria para quem deseja ser um(a) Profissional da Contabilidade?

Contador: Seja um pensador, um crítico. Seja ético! Saiba dizer não e sim. Entenda que contabilidade é muito mais que "debitar e creditar", afinal, desde a minha graduação os computadores já realizavam essa tarefa. Pense que é o profissional de contabilidade que terá a responsabilidade de parametrizar sistemas integrados de gestão, que será questionado sobre normas e regras a serem seguidas, que estará sempre pronto a orientar, que terá o desejo de aprender e se reciclar, sempre. Seja generalista! queira aprender sobre outros assuntos. Seja parceiro, queira compartilhar conhecimentos e experiências. Seja humilde reconhecendo suas limitações, permitindo que sua mente se abra para o novo: "a sabedoria mora com gente humilde" (João Alexandre).

Parabéns colegas de profissão! Parabéns Administradores, Economistas e Advogados, sempre parceiros na caminhada!

 

Deus abençoe a todos!

Copyright © 2017 | Faculdade São Lucas