Centro Universitário São Lucas

PRE_TITLE_DEFAULT - TITLE_DEFAULT

NOTÍCIA

FALE CONOSCO: (69) 3211-8001

Biólogas do UniSL participaram da Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente em Cacoal

Publicada em 23/05/2018 por Assessoria de imprensa

A V Conferência Estadual Infantojuvenil pelo Meio Ambiente – IV CEIJMA-RO aconteceu na cidade de Cacoal nos dias 08, 09 e 10 de maio com o tema: Vamos Cuidar de Rondônia cuidando das Águas, constituindo-se em um processo pedagógico que permeia a dimensão política da questão socioambiental para os debates realizados nas escolas e suas comunidades, na construção coletiva de conhecimento e empenho nas resoluções de problemas socioambientais e as potencialidades regionais e locais, respeitando e valorizando a opinião, voto e o protagonismo dos estudantes.

 

Representando o Centro Universitário São Lucas, as biólogas; Maricélia Cantanhêde e Lorena Dantas de Lima participaram da conferência que teve como objetivo mobilizar a comunidade escolar para realizar processos formativos, por meio da participação social, observando a dimensão socioambiental da Temática Água; Fortalecer a educação ambiental na educação básica e propiciar atitudes responsáveis e comprometidas com as questões locais e globais; Propiciar atitudes responsáveis e comprometidas com a comunidade escolar trazendo as questões socioambientais locais e globais, para tomadas de decisão junto à sociedade e  Fortalecer a participação da comunidade escolar na construção de políticas públicas de educação com ênfase na questão na questão socioambiental.????????????????

 

De acordo com a biologia Lorena Dantas, durante a conferência a Sala verde do UniSL realizou uma Oficina de Percepção Ambiental – Um olhar sobre o Ambiente onde o público alvo foi sensibilizado a refletir sobre a responsabilidade e atuação no meio em que vive, utilizando como ferramenta de gestão e transformação social.

 

Participaram da Conferência Estadual, escolas públicas e privadas, urbanas e rurais, da rede estadual ou municipal, assim como as escolas de comunidades indígenas, quilombolas e de assentamento rural. Os estudantes com faixa etária entre 11 e 14 anos cursando do 6° ao 9° ano eram os protagonistas desse processo.

Copyright © 2018 | Faculdade São Lucas