Faculdade São Lucas

PRE_TITLE_DEFAULT - TITLE_DEFAULT

NOTÍCIA

FALE CONOSCO: (69) 3211-8001

Bairro Jardim Santana recebe projeto Contabilidade Cidadã do UnisL

Publicada em 06/06/2017 por Assessoria de Imprensa

A segunda edição do Projeto “Contabilidade Cidadã” desenvolvido pela coordenação do curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário São Lucas levou orientações aos moradores do bairro Jardim Santana na Zona Leste de Porto Velho, na tarde de Sábado (03).

 

O projeto contempla trabalhadores informais que precisam se legalizar para melhorar seus empreendimentos, ampliar suas vendas e contribuir para a previdência social, entre outros benefícios.

 

Nesta edição, a equipe formada por professores e acadêmicos do curso de Ciências Contábeis, realizaram atendimentos de orientação e cadastramento para abertura do Microempreendedor Individual – MEI, para os trabalhadores que atuam na informalidade.

 

De acordo com a coordenadora, professora Sandra Barcelos, o projeto visa promover o fortalecimento e a qualidade de vida da comunidade. “Esses empreendedores cadastrados serão acompanhados pela UnisL e receberão um planejamento de negócios com a regularização contábil, imposto de renda orientações para que possam desenvolver suas atividades”, enfatizou a coordenadora.

 

Além dos microempreendedores, o projeto visa atuar junto à comunidade por meio da capacitação dos membros da Associação de Moradores. Para tanto, um curso de marketing pessoal e plano de negócios está programado para acontecer no dia 05 de agosto. Com isso os representantes da associação serão multiplicadores e atuarão dentro da comunidade para levar o conhecimento.

 

“Se a comunidade estiver fortalecida pelo conhecimento todo o redor vai estar melhorando. E com isso vamos minimizar graves problemas sociais gerados pela deficiência de educação e conhecimento”, destacou a professora Sandra.

 

“A importância dessa ação está no crescimento econômico da comunidade. A partir do momento que o trabalhador se formaliza, é bom para o empreendedor e para a comunidade porque através da empresa pode trabalhar sem medo da fiscalização”, afirmou a professora Luciana Tavares.

 

A dona de casa Cristiane da Silva sempre trabalhou como faxineira. Há cinco meses começou a fazer salgados, bolos e viu no projeto a oportunidade de legalizar seu negócio.  "É muito melhor trabalhar no nosso próprio negócio e dentro da legalidade. Com isso eu posso recolher a contribuição para a previdência social e fazer investimentos para ampliar minha renda", ressaltou empreendedora.

 

Risolei Trindade, morador do bairro, viu seu salão melhorar com as orientações que recebeu na primeira edição do projeto no ano passado. “Hoje estou aqui para buscar mais conhecimento e concluir meu curso de cabeleireiro para ampliar minhas atividades”, declarou.

 

Ao final foi realizado sorteio de cesta básica para os participantes.

Copyright © 2017 | Faculdade São Lucas