Centro Universitário São Lucas

PRE_TITLE_DEFAULT - TITLE_DEFAULT

NOTÍCIA

FALE CONOSCO: (69) 3211-8001

Acadêmicos de Ciências Biológicas do UniSL tem trabalho reconhecido pelo Ministério da Saúde

Publicada em 04/05/2018 por Assessoria de imprensa

O Ministério da Saúde parabenizou o grupo de acadêmicos do curso de Ciências Biológicas do Centro Universitário São Lucas, pelo desempenho do trabalho de pesquisa sobre o mosquito transmissor da malária.

 

É sabido que a malária, assim como diversas outras doenças tropicais têm como vetores o mosquito. Mas o que muitos não sabem é como vivem esses animais e como acontece a transmissão da doença. Diante disso, o professor Flávio Terassini propôs aos acadêmicos da disciplina de parasitologia, um trabalho que consiste em pesquisar o mosquito anapheles, espécie transmissor da doença.

 

Os acadêmicos do 3º e 4º períodos Brendo Barros, Taiane Souza, José Daniel, Erika Souza e Rosinaira Gonzaga resolveram criar um vídeo para explicar como se reproduzem esses mosquitos, como acontece a transmissão da doença e as dicas e cuidados para evitar a exposição.

 

De acordo com Brendo a importância do trabalho é mostrar para as pessoas os vetores causadores da doença.  “Muitas pessoas só falam sobre a doença, inclusive existem muitos vídeos na internet que abordam o assunto. Mas não apresentam os vetores. Como parte do nosso curso, foi muito interessante a proposta do professor em realizar uma pesquisa sobre o transmissor da doença”, destaca.

 

Taiane Souza também concorda que saber a forma de transmissão ajuda a evitar o problema. “Eu já tinha feito um trabalho sobre a malária, mas este que produzimos tem a ver com os vetores que transmite a doença, onde tudo começa e como devemos estar orientados sobre os riscos de exposição para não contrair a malária”, argumenta.

 

Jose Daniel conta que fez uma pesquisa didática, na internet e juntou aos conhecimentos adquiridos com o curso para repassar as orientações necessárias. “Aproveitei principalmente o período que passei no laboratório da FIOCRUZ-RO, onde trabalhei com pesquisas sobre malária, para enriquecer o conteúdo e adaptar para um roteiro didático e informativo ao mesmo tempo”, afirma o acadêmico.

 

Segundo o professor Flávio, desde a publicação o vídeo tem mais de 600 visualizações em seis países; Brasil, Estados Unidos, Colômbia, Austrália, Índia e Portugal. Inclusive o Ministério da Saúde repassou o material para pesquisadores e cientistas.

 

“Durante a semana pedagógica aprendemos a utilizar novas metodologias para estimular aos alunos a colocarem em pratica o aprendizado. Agora podemos ver o resultado de trabalho iniciado em sala de aula que teve um grande retorno de visibilidade aos alunos e atendeu o objetivo principal de difundir, orientar e conscientizar a população sobre o vetor transmissor da malária, isso nos enche de orgulho”, conclui o professor.

 

O grupo foi convidado para apresentar o vídeo e sua pesquisa durante um evento da Secretaria Municipal de Saúde de Machadinho do Oeste sobre a conscientização para prevenção da malária no próximo dia 15 de maio.

Copyright © 2018 | Faculdade São Lucas