Centro Universitário São Lucas

PRE_TITLE_DEFAULT - TITLE_DEFAULT

NOTÍCIA

FALE CONOSCO: (69) 3211-8001

Acadêmica de odontologia do UniSL representou Rondônia no projeto Doutores Sem Fronteira

Publicada em 27/07/2017 por Assessoria de Imprensa

A Associação Doutores Sem Fronteiras que percorre aldeias e comunidades da Amazônia desenvolveu duas atividades em Rondônia entre os dias 29 de junho a 25 de julho. A primeira etapa teve início nas aldeias de Lapetanha, do povo Paiter Suruí, Terra Indígena Sete de Setembro e 623, etnia Uru-eu-wau-wau, com duração de 15 dias. A segunda etapa aconteceu logo em seguida no Baixo Madeira, na comunidade da reserva extrativista do Lago Cuniã e distrito de Nazaré.

 

O objetivo do grupo Doutores Sem Fronteira é erradicar a falta de acesso de determinadas populações aos atendimentos básicos de saúde, educação e bem estar, sem interferir na cultura, religião e características sociais das localidades atendidas.

 

A acadêmica Vanessa Carvalho Sales que cursa o 6º período de Odontologia do Centro Universitário São Lucas, foi à única representante do estado de Rondônia selecionada para compor a equipe de 45 profissionais entre cirurgiões dentistas e médicos.

 

A acadêmica de odontologia destaca a importância do projeto e como foi sua experiência nesta ação solidária. “Foi algo que trouxe uma riqueza de conhecimento em todas as áreas da minha vida, no profissional, no pessoal, no social, e acima de tudo me fez perceber que precisamos de muito pouco para sermos felizes. Eu trouxe muito mais do que eu pude levar para cada um deles, mesmo com toda simplicidade e humildade me davam aulas sobre a vida, sobre o ser humano e sobre a natureza, cada dia foi extremamente especial. A valorização e respeito pelo nosso trabalho foi algo indescritível e nós não estávamos fazendo favor nenhum, e sim nossa obrigação. Aprendi com o líder Caio Machado, fundador e presidente do projeto Doutores Sem Fronteiras que nós profissionais da saúde não temos o direito de guardar todo o nosso conhecimento apenas para quem tem condições de pagar, essa não é a nossa essência e com o pensamento de doação, de levar o melhor para cada um deles e levar o nosso melhor aprendemos ao fim, que juntos nós encurtamos a distância. Somos Doutores Sem Fronteiras”, salientou.

 

O grupo de profissionais e estudantes que participaram desta edição do projeto esteve com o governador Confúcio Moura dia 24 de julho, para apresentar um balanço das atividades e agradecer o apoio do governo estadual.

 

O projeto atendeu gratuitamente, 869 pacientes indígenas e ribeirinhos com 734 atendimentos odontológicos e 135 atendimentos médicos. Na odontologia foram realizados 2.946 procedimentos e na área médica 193, totalizando 3.139 procedimentos.

 

No encontro com o Governador, estiveram Roberto Chaib Stegun, cirurgião-dentista, professor associado da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo; Felipe de Lima Machado, cirurgião-dentista, vice-presidente da Associação Doutores Sem Fronteiras; a dentista Carolina Maria Andrade; a estudante de odontologia do Centro Universitário São Lucas Vanessa Carvalho Sales; o medico generalista Victor Andrade Maia; Justino Alves e Igor Oliveira, engenheiro agrônomo.

Copyright © 2017 | Faculdade São Lucas